Paciente de 36 anos da UTI Domed HFA recebe alta após ter de ser intubado duas vezes

Tempo de leitura: 2 minutos

Uma história inusitada acometeu a família do 2º sargento da Aeronáutica, Flavio de Carvalho Cândido. Natural do Rio de Janeiro, morador do DF há cerca de uma década, o militar de 36 anos reside na Região Administrativa do Guará.

Suspeitando que tivesse contraído a Covid-19, o sargento Flavio realizou teste para detecção da presença do vírus no organismo. O resultado, no entanto, deu negativo, o que levou alguma tranquilidade ao militar.

Alguns dias depois, a esposa Raquel apresentou sintomas leves da doença, e buscou atendimento médico. Nessa segunda ida ao hospital, de fato, foi constatado que ela estava contaminada com o novo coronavírus. Ocorre que o sargento, que havia ido apenas para acompanhá-la, também fez um novo exame, no qual também foi diagnosticado com a Covid-19.

Devido aos efeitos da doença, os médicos conduziram Flavio direto para a UTI Covid Domed do HFA, no dia 20 de agosto. O militar teve complicações, de modo que dois dias depois ele teve de ser intubado. A intubação permaneceu até o dia 3 de setembro.

No entanto, o quadro clínico exigiu que mais uma vez ele passasse pelo procedimento, dois dias depois, novamente. Dessa vez, ele ficou intubado de 5 a 8 de setembro. Após a extubação, Flavio ainda ficou na UTI até 10 de setembro, quando teve alta.

Sobre os dias na UTI, o sargento relata:

Foi muito difícil, um período de muita confusão. Tinha coisas que eu achava que era sonho, e também sonhos que eu achava que era verdade. Mas de algo eu lembro bem, que é o atendimento que eu recebi. Fui muito bem atendido, fiz muitas amizades, e toda a equipe, enfermeiros, médicos, fisioterapeutas, enfim, estão de parabéns pelo trabalho.”

Raquel, esposa do sargento, também faz seu depoimento sobre o que viveu do lado de fora:

Foi horrível, porque nas primeiras semanas eu também estava com a Covid-19. Os amigos e parentes davam muito apoio, mas foi um período complicado. Com relação ao tratamento do meu marido, os profissionais me ligavam todos os dias. Antes dele intubar, inclusive, fizeram uma chamada de vídeo. E também fizeram outra no dia da primeira intubação. De fato, eles demonstravam bastante preocupação com a gente.”

Hoje em dia, após todos os momentos difíceis, já completamente curados e restabelecidos, tanto o sargento Flavio quanto Raquel estão de volta às suas vidas normais. E a UTI Domed agradece a confiança depositada pela família, e parabeniza cada colaborador pelo trabalho realizado, pelos esforços em nome da vida.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *