Palestras debatem saúde mental nas UTIs Domed, em Brasília

Tempo de leitura: 3 minutos

Para fechar a Semana da Saúde Mental em grande estilo, com uma programação de ampla utilidade aos colaboradores, a UTI Domed, em Brasília, realizou ciclo de dinâmicas sobre o tema. A palestrante Thauana Gabriela tratou do tema junto às equipes das unidades em Ceilândia e no Hospital das Forças Armadas (HFA), na capital, na sexta-feira (9/10).

A dinâmica consistiu em uma troca de ideias, na qual todos os participantes puderam falar. Algumas questões que permearam o momento foram: “Que momento do dia eu tiro para mim?”, “O que eu quero agora?” e “O que é bom pra mim?”. A psicóloga Thauana Gabriela fala sobre a importância do olhar para si mesmo:

São perguntas que devem ser feitas. No dia a dia cada vez mais corrido, sobretudo no de quem atua pela saúde, é comum que as pessoas se esqueçam de si mesmas. Então, essas pausas são fundamentais para que a saúde mental seja preservada. E a equipe foi muito aberta, tem muito preparo. É um solo fértil para a gente conversar. O processo terapêutico é uma troca, e essa abertura é fundamental.”

Outro tema abordado foram os efeitos negativos da tecnologia, uma vez que o advento da telefonia celular e da conexão digital permanente tirou muito da individualidade e, até mesmo, da privacidade das pessoas.

A receptividade da equipe era perceptível a cada participação. Daniella Marques Vieira Dias, técnica de enfermagem da UTI Domed do HFA, foi uma das participantes e destaca o valor da ação junto à equipe:

A guerra agora, frente à pandemia, é maior, e isso nos fortalece. Mas também nos deixa tristes, frente às perdas que há. Porém temos de continuar firmes, pois as famílias dos pacientes estão lá fora e aguardam que eles saiam bem. Estamos frente a um inimigo invisível, temos de nos cuidar para cuidar de quem conta conosco. E a psicologia é fundamental.”

Daniella tem uma filha de seis anos. Ela mora com a tia e a avó, ambas idosas. Por isso destaca a importância de tomar todos os cuidados ao retornar para casa. “São todas do grupo de risco, daí o cuidado redobrado que temos de ter”, destacou.

Ao todo, na unidade Ceilândia e na unidade do HFA, cerca de 60 pessoas participaram da dinâmica oferecida aos colaboradores. “Queremos cada vez mais promover momentos como esse, pois cuidar de quem cuida é um investimento fundamental na saúde de quem está na ponta desse processo, que é o paciente”, finalizou o psicólogo Fernando Machado, diretor da Ethos Psicologia Hospitalar, patrocinadora da ação.

A palestrante Thauana Gabriela Almeida Ferreira é mestranda em Psicologia Clínica e Cultura pela Universidade de Brasília, Especialista em Saúde Mental e Atenção Psicossocial pela Estácio de Sá e Graduada em Psicologia pela Universidade Católica de Brasília. Possui experiência em saúde mental e psicologia clínica, em especial no atendimento individual e em grupo de adolescentes e adultos, bem como no processo de avaliação psicológico e aplicação de testes psicológicos. Além disso, tem experiência em gestão e organização de serviços de psicologia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *